Por favor vire o ecrâ na vertical para visualizar o website

INICIAR SESSÃO

REGISTAR

REPOSITÓRIO

METEOROLOGIA

Quarta-feira

Data: 2019-08-07

Max: 26ºC

Min: 15ºC

Domingo

Data: 2019-08-04

Max: 26ºC

Min: 13ºC

Quinta-feira

Data: 2019-08-08

Max: 25ºC

Min: 13ºC

ENVIE PARA O JORNAL METEOROLOGIA ÚLTIMAS + LIDAS + PARTILHADAS HISTÓRICO DE NEWSLETTERSASSINATURA DIGITALINICIAR SESSÃOREGISTAR HISTÓRIA E ESTATUTO EDITORIAL POLITICA DE PRIVACIDADE / TERMOS DE USO FICHA TÉCNICA RELATÓRIO ANUAL DE GOVERNO SOCIETÁRIO

TRIBUNA DO POVO

TRIBUNA DO POVO | César Marques | Homenagem a um grande aguedense

2019-07-30 14:12:46

Foto SP

TRIBUNA DO POVO | César Marques | Homenagem a um grande aguedense

O arquitecto Gil Abrantes, para que Águeda nunca se esqueça, foi um homem simples mas multifacetado, fruto dos cargos e funções que desempenhou ao longo da sua curta vida, sempre preenchida de entregas à sua terra.
Gil Abrantes foi mais um amigo e companheiro de diversas batalhas, que se despediu prematuramente dos bens terrenos e dos seus imensos amigos.
A génese da nossa amizade nasceu em Janeiro de 1986, quando fui empossado membro da Assembleia de Freguesia de Águeda.
Como as amizades sinceras são para cultivar e fortalecer, esta, em concreto, foi evoluindo graças à tertúlia das quartas-feiras no Café São Sebastião, que reunia, para além da minha pessoa e do Gil Abrantes, o arquitecto Veiga Camelo e o grande aguedense engenheiro José Júlio Ribeiro, que Águeda, infelizmente, esqueceu. Direi que por muito menos, muitos já foram mais lembrados!
Por essa altura já tinha responsabilidades directivas na Delegação de Águeda da Cruz Vermelha Portuguesa e como os estatutos obrigavam à constituição de um Conselho de Curadores, formado por personalidades locais a quem fosse reconhecida competência, a proposta que apresentei a Lisboa incluía o nome do arquitecto Gil Abrantes.
A este propósito, importa lembrar outras grandes figuras e personalidades do meio local que constituíram, inicialmente, este Conselho de Curadores, como o dr. Horácio Marçal, o eng. Adolfo Roque, o arquitecto Veiga Camelo, o eng. José Júlio Ribeiro, o sr. Manuel Marrinhas, o eng. Luís Quintal e o jovem dr. Tiago Lavoura.
Gil Abrantes esteve à frente da direcção da Associação Comercial de Águeda em 1993, dando início à Festa do Leitão, que teve contou sempre com a segurança pré-hospitalar da Cruz Vermelha Portuguesa, com socorristas e ambulâncias.
Mais tarde, em 2010, fui reconhecido como Personalidade do Ano pela ACOAG, num tempo em que Gil Abrantes era o presidente da assembleia geral da instituição.
A participação cívica de Gil Abrantes não se fica por aqui. É a ele a ao Carlos Abrantes a quem se deve a grande obra social do Mágico, na Giesteira, instituição da qual foi presidente da assembleia geral durante vários anos.
Foi, também, presidente da Associação de Estudantes da Escola Industrial e Comercial de Águeda e era, actualmente, líder do Grupo Municipal do Partido Social Democrata (PSD) na Assembleia Municipal de Águeda.
Recordo, também, a sua participação no projecto e acompanhamento da obra da Associação Espírita Consolação e Vida de Águeda (instituição de que foi sócio honorário), na Cumeada (Valongo do Vouga), que foi inaugurada em 2008 pelo então presidente do município, Gil Nadais.
A vida é feita de encontros e desencontros. A única coisa que podemos desejar a quem parte é que descanse em paz e... até um dia!
CÉSAR MARQUES