Por favor vire o ecrâ na vertical para visualizar o website

INICIAR SESSÃO

REGISTAR

REPOSITÓRIO

METEOROLOGIA

Sábado

Data: 2019-11-16

Max: 13ºC

Min: 2ºC

Domingo

Data: 2019-11-17

Max: 14ºC

Min: 7ºC

Segunda-feira

Data: 2019-11-18

Max: 14ºC

Min: 6ºC

ENVIE PARA O JORNAL METEOROLOGIA ÚLTIMAS + LIDAS + PARTILHADAS HISTÓRICO DE NEWSLETTERSASSINATURA DIGITALINICIAR SESSÃOREGISTAR HISTÓRIA E ESTATUTO EDITORIAL POLITICA DE PRIVACIDADE / TERMOS DE USO FICHA TÉCNICA RELATÓRIO ANUAL DE GOVERNO SOCIETÁRIO

Belazaima - Castanheira - Agadão

BELAZAIMA DO CHÃO | Livro de Ivo Domingues apresentado

2017-04-06 16:06:20

Foto SP

BELAZAIMA DO CHÃO | Livro de Ivo Domingues apresentado

O salão grande da estrutura autárquica em Belazaima foi salão nobre e encheu-se para o lançamento do livro 50 anos de Teatro, de Ivo Domingues.
Os conterrâneos e amigos do dramaturgo acorreram em nome da amizade, da admiração e da saudade dos áureos tempos cénicos. As velhas glórias do drama e da comédia vieram recordar e aplaudir o eterno e múltiplo companheiro de todos os papéis e funções: autor, encenador, ensaiador, ator, diretor... E logo, logo, mal o presidente do CRPB terminou os soluços com que emocionadamente abriu a sessão, já um grupo de petizes, atletas do futsal local, subia ao palco para uma surpresa ao Plauto belazaimense - pela mão da Natalie, a “Turma dos Reguilas” empertigou-se em ritmo, ênfase, tom, desplante mímico e sonoro, dando-se ares de senhores do palco...
Estava dada a nota, já se via o que ia ser a tal apresentação: mais palco, declamação, gesto, mímica do que discurso doutoral. Realmente, depois da opinião de um ator (Alberto Pina) - que ressaltou a força dos temas, a linguagem acintosamente acessível, a facilitação do decorar os papéis, o afago de finais pacíficos em casos de ação mais assanhada ou violenta -, veio a análise histórica, linguística, sociológica, a desmontagem feita por um autor (também ator e professor de História, João Albuquerque); a intervenção da encenadora (e autora) Helena Nogueira fazia-se de dois modos: apontando o milagre de teatro tão pujante e incisivo - nos temas, nas cenas, nos casos sociais, na vivacidade do cómico - que aconteceu no sombrio lugar e tempo da Belazaima dos anos 60, e exemplificando em palco, com o seu grupo TEMA – Teatro Espontâneo de Macinhata do Vouga – a peça “A sugestão também mata”.
Outros esclarecimentos sobre a obra de Ivo Domingues agora editada pelo CRPB foram sendo dados por oportuna reportagem fotográfica relativa ao desempenho teatral das velhas glórias do palco belazaimense. O rol de atores e outros colaboradores do passado, a lista de apoios e patrocínios da presente edição, a participação especial (e benévola) do caricaturista e ilustrador italiano Giovanni Falcone, a enumeração, por belazaimismo, de trabalhos literários, académicos/científicos, técnicos, históricos de filhos da terra... foram correndo como informação pela sala. Até chegar a vez do autor. Que bem se esforçou para explicar como nasceu o seu teatro. Mas sempre foi interrompido pela plateia, uma plateia buliçosa e dramática que alçava a voz e atalhava com uma frase, uns versos, um fala de personagem, um vivo diálogo. Uma plateia que afinal sabia muito dos 50 anos de Teatro.
ELEUTÉRIO SANTOS