Por favor vire o ecrâ na vertical para visualizar o website

INICIAR SESSÃO

REGISTAR

REPOSITÓRIO

METEOROLOGIA

Sábado

Data: 2020-03-28

Max: 21ºC

Min: 6ºC

Domingo

Data: 2020-03-29

Max: 21ºC

Min: 9ºC

Segunda-feira

Data: 2020-03-30

Max: 17ºC

Min: 7ºC

ENVIE PARA O JORNAL METEOROLOGIA ÚLTIMAS + LIDAS + PARTILHADAS HISTÓRICO DE NEWSLETTERSASSINATURA DIGITALINICIAR SESSÃOREGISTAR HISTÓRIA E ESTATUTO EDITORIAL POLITICA DE PRIVACIDADE / TERMOS DE USO FICHA TÉCNICA RELATÓRIO ANUAL DE GOVERNO SOCIETÁRIO

Editorial | Jorge Costa

EDITORIAL | JORGE COSTA | A gratidão é a virtude das almas nobres!...

2020-01-21 15:32:05

Foto SP

EDITORIAL | JORGE COSTA | A gratidão é a virtude das almas nobres!...

Levo quase 25 anos de percurso profissional e sinto-me priveligiado, porque sempre tive bons patrões. E um patrão bom (aquele que se comove, por exemplo, com um problema de saúde de um colaborador) é meio caminho andado para ter um funcionário feliz e motivado.

Aqui há uns anos, li uma reportagem no DN, intitulada "O meu patrão é o melhor do mundo", em que se dava conta do gesto simples, mas profundamente enternecedor da administradora da Ibersaco, uma empresa fabricante de sacos de polipropileno.

Sara Borges, então com trinta e poucos anos de idade, entrava às 8 e saía às 23 horas, mas nunca se retirava da empresa sem passar por cada posto de trabalho e deixar um bombom para os funcionários que iriam passar a madrugada a laborar.

Uma atitude que é tanto ou mais emocionante que as outras regalias com que a empresa de Penamacor, uma pequena vila do distrito de Castelo Branco, ainda hoje mima os seus funcionários, concedendo-lhes seguro de saúde, prémio de produtividade e férias de grupo no estrangeiro com todas as despesas pagas, entre muitas outras.
Vem esta história a propósito da manchete desta edição, em que se dá conta que o empresário aguedense Armando Levi, administrador da RODI, decidiu fixar o ordenado mínimo em 750 euros, a partir de 1 de Janeiro, alcançando já a meta que o Governo tem em mente para... 2023!

O que mais comove nesta medida, nem é o aspecto financeiro associado, mas a humildade, o reconhecimento e a gratidão que sobressai da justificação dada para a tomada desta decisão: "As pessoas são o nosso activo mais importante".

E a decisão tomada por este empresário de referência em prol dos seus funcionários, só tem uma leitura: Armando Levi quer que aqueles que trabalham consigo, também vivam bem e com dignidade.

É de empresários como Armando Levi, vestidos de generosidade e bom coração, que a nossa economia mais precisa para progredir! Empreendedores que estejam perto dos seus funcionários, que os olhem nos olhos, que os questionem pela vida e pela família e que os façam sentir-se peças imprescindíveis nas suas organizações.
- JORGE COSTA